DEU NA BBC:

“Um estudo realizado nos Estados Unidos mostrou que uma variante genética presente em alguns macacos faz com que eles consumam mais álcool durante experiências científicas. (…)

O gene, conhecido como fator de liberação de corticotropina (CRF, na sigla em inglês), tem um papel fundamental no sistema que regula a maneira como o ser humano responde ao estresse diário. (…)

Segundo Christina Barr, uma das autoras do estudo, os macacos bebiam “muito mais do que o limite”.

“Alguns chegavam a consumir até quatro ou cinco bebidas em uma hora”, afirmou.

Ela contou que, sob o efeito do álcool, os animais se comportavam de maneira parecida com o homem: “Alguns dormiam, outros ficavam mais simpáticos e outros se tornavam mais agressivos”.

Os cientistas acreditam que uma variante genética semelhante ao CDF exista nos seres humanos, mas ela pode ser rara.

No passado, outros genes foram identificados como associados ao alcoolismo, o que pode levar a tratamentos que diminuem a atividade deles e o risco que trazem para o desenvolvimento da doença.”

BBC Brasil – Ciência & Saúde – Cientistas identificam gene que faz macacos consumirem mais álcool.